Empresas Familiares

Atualizado: Abr 12

A maioria das pequenas e médias empresas no Brasil, inclusive as atividades rurais, é familiar, porém raramente são formalizadas para determinar a distribuição de lucros e demais estruturas. As pessoas trabalham juntas e dividem custos e lucros, tudo vai bem até haver uma disputa. As principais implicações disso se referem à diferença entre sociedade empresária e sociedade civil de cunho familiar. Em uma eventual disputa judicial para distribuição de lucros, a produção de provas acaba sendo exaustiva e, por vezes, impossível, pois as atividades se construíram sobre confianças extintas. Assim, a assessoria jurídica pode ser fundamental na estruturação e formalização desse tipo de empresa, antes que haja uma briga de família e “as coisas” precisem ser divididas, no sentido de esclarecer e documentar a vontade de todos os envolvidos. Em complementação a isso, o advogado pode passar a, além de organizar e formalizar as atividades da família, orientá-la no seu aprimoramento e crescimento, conferindo mais profissionalismo e lucro. Inovações que são melhores aceitas pelos mais jovens e encontra resistência entre os membros mais velhos da família, mas que, se apresentadas de forma a gerar mais renda familiar, pode ser tranquilamente implementada por todos.




0 visualização

©2008 por BRUM PINHEIRO ASSESSORIA JURÍDICA.